Home / . / Pato Fu e Odair José movimentaram o segundo dia do Goiânia Noise Festival

Pato Fu e Odair José movimentaram o segundo dia do Goiânia Noise Festival

Além das atrações goianas, o evento contou com a participação de bandas do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pará e até da Argentina

O segundo dia do 23º Goiânia Noise Festival recebeu 15 bandas e encerrou a noite com a tão esperada, Pato Fu. O evento está sendo sediado no Jaó Music Hall e teve início às 17h deste sábado (19).

Nesta edição, as bandas se revezam em dois palcos, um de frente para o outro. Além dos tablados principais, havia o Estúdio Noise, um espaço menor que recebeu cinco bandas. O evento, em parceria com a Harmonia Musical, possui ainda um estúdio aberto ao público que deseja se divertir com alguns instrumentos musicais.

Bandas

A banda goiana OK Johnny abriu o segundo dia do Festival Goiânia Noise. O evento começou às 17h, um pouco mais tarde que o previsto, no Jaó Music Hall. O público chegou aos poucos para aproveitar os shows e atividades disponíveis no local.

O início do festival estava previsto para as 16h30, com a banda Templates, que só tocou uma hora depois. O motivo do imprevisto foi a ausência da banda Revolted, que, segundo a assessoria do evento, não compareceu devido a um problema de família com  um dos integrantes.

A The Baudelaires, direto da terra do açaí, estava à vontade no Palco 2 do 23° Goiânia Noise, onde subiu às 18h. Assim como acontece em Goiânia com o Sertanejo, Belém tem o estigma de ser a cidade de Joelma e do Calypso. Esta banda veio para desfazer o estigma.

“A cena cultural no Pará é muito diversificada, não é só carimbó. Como Goiânia, que também é uma cidade muito roqueira”, afirmou o grupo. Os paraenses disseram que o evento está entre os cinco melhores que eles já participaram.

A banda Nenê Altro começou a tocar às 21h, o público, em maior número neste horário, estava mais animado. O grupo lançou com a Monstro Discos um novo álbum que já está em todas as plataformas digitais. “O Goiânia Noise é um festival muito eclético, que proporciona um resgate ao rock nacional”, elogiou Nenê Altro, que já participou de outras edições do evento. O quarteto encerrou sua apresentação com a música “Coca-Cola”, da Legião Urbana, dedicada ao festival.

A primeira atração feminina do festival foi Tati Bassi, que foi muito aclamada pelo público. Ela dedicou música para as mulheres que enfrentam o machismo todos os dias. A cantora, que está trabalhando no seu novo disco (Não Basta Querer, disponível em todas as plataformas digitais) há dois anos e se mostrou muito empolgada com a produção. “Poderiam ter mais mulheres tocando no festival, afinal existem cantoras incríveis e aqui tem espaço para todo mundo”, afirmou a vocalista.

Check Also

Concessionária vai usar drone para monitorar trecho da BR-153 em Goiás

Segundo empresa, ideia dar apoio aos motoristas de forma mais rápida, bem como identificar falhas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *